Outeiro do Circo com projecto aprovado pela CM Beja

O Outeiro do Circo viu aprovado pela Câmara de Beja um projecto para desenvolver de 2019 a 2021.

Após a recusa inicial do projecto que teria início no Verão de 2018, o projecto do Outeiro do Circo foi finalmente aprovado pela Câmara de Beja. A campanha de escavações irá decorrer em Agosto de 2019, mas sem datas definitivas.

Está prevista a abertura de vagas para voluntariado para estudantes de arqueologia, e também para outras pessoas que, mesmo não sendo da área, queiram participar. As inscrições para voluntariado, bem como as datas disponíveis serão anunciadas após a apreciação do projecto pela tutela e pelo Painel Nacional de Avaliação.

 

Vista do Outeiro do Circo
Vista do sítio do Outeiro do Circo. Foto: Projecto Outeiro do Circo.

Apesar da paragem nos trabalhos de campo, no ano de 2018 o projecto manteve a sua actividade de investigação centrando-se mais na divulgação científica e generalista, destacando-se a participação em congressos científicos, nacionais e internacionais, nomeadamente no X Encontro de Arqueologia do Sudoeste Peninsular que decorreu em Zafra, Espanha.

Os trabalhos relativos a este projecto marcaram ainda presença em diversas publicações, com destaque para Projecto Arqueológico do Outeiro do Circo: campanha de 2016, artigo na revista Al’Madam, nº 21, de 2018, ou A Idade do Bronze pelas planícies de Ferreira do Alentejo, publicado no livro de publicado no livro “Ferreira 5000 anos de História”, a convite da Câmara Municipal de Ferreira do Alentejo, entre outros.

Fragmento de cerâmica com decoração brunida. Foto: Projecto Outeiro do Circo.

O ano de 2018 fica ainda marcado pela estreia do documentário Xarcoco, da realizadora colombiana Andrea Mendoza, filmado no sítio do Outeiro do Circo entre outros lugares.

De recordar que o sítio arqueológico do Outeiro do Circo é um grande povoado fortificado da Idade do Bronze Final (1250-850 a.C.) localizado no concelho e distrito de Beja em plena peneplanície do Baixo Alentejo. Os trabalhos arqueológicos aqui desenvolvidos são uma mais valia para a Arqueologia em si, bem com para o desenvolvimento e conhecimento da História desta região.