The Historic City, Its Transmission and Perception via Augmented Reality and Virtual Reality…- publicação em destaque

Este artigo aborda a utilização da realidade virtual e da realidade aumentada como ferramentas para a visualização e compreensão dos espaços históricos e património.
Apesar da dificuldade em encontrar uma definição adequada para estes dois conceitos, em virtude da constante evolução da tecnologia associada, de acordo com os autores a realidade virtual caracteriza-se pela existência de um ambiente virtual no qual o utilizador se sente imerso; já a realidade aumentada é uma técnica que permite a “sobreposição” de informação sobre o mundo real, captada e visualizada através de um dispositivo como um smartphone.

Segundo os autores, numa altura em que a indústria do turismo tem um grande peso, estas tecnologias poderão facilitar o acesso à informação sobre o património, assim como atrair turistas com outro perfil.

Realidade aumentada – Visualização da instalação 100 000 Moving Cities de Marc Lee.

Dados do artigo

Título:
The Historic City, Its Transmission and Perception via Augmented Reality and Virtual Reality and the Use of the Past as a Resource for the Present: A New Era for Urban Cultural Heritage and Tourism?

Autores
Diego A. Barrado-Timón & Carmen Hidalgo-Giralt ( Departamento de Geografia, Universidade Autónoma de Madrid – UAM)

In Sustainability 201911(10), 2835

O artigo pode ser consultado em
https://www.mdpi.com/2071-1050/11/10/2835


Consulte mais publicações da Arqueozine