Colóquio de Arqueologia e História de Penamacor apresentado na Universidade de Salamanca – Descla

O auditório do Centro de Estudos Brasileiros da Universidade de Salamanca recebeu a apresentação do programa do II Colóquio de Arqueologia e História do Concelho de Penamacor – 40 anos depois – Ciências, Territórios e Saberes em Mudança.

Durante a cerimónia foi manifestada a intenção da celebração de um acordo futuro transfronteiriço, entre o Município de Penamacor e aquela instituição de ensino superior espanhola, para a colaboração em diversas áreas e especialidades.

No ato, tomaram da palavra Enrique Cabero Morán, Vice-reitor de Política Académica e Participação Social da Universidade de Salamanca, António Luís Beites Soares, Presidente da Câmara Municipal de Penamacor , Ilídia Cruchinho, Chefe de Gabinete da Câmara Municipal de Penamacor, André Oliveirinha, Arqueólogo Municipal e representante da Comissão Executiva do Colóquio, e Ángel B. Espina Barrio, Professor de Antropologia da Universidade de Salamanca.

Do programa constam três dias repletos de investigação sobre arqueologia, história e património. O primeiro dia é dedicado à Memória do Primeiro Colóquio, no qual decorrerão algumas homenagens mas também comunicações com o tema “Fronteira, Património, Desenvolvimento e Futuros”. No segundo dia, decorrem três painéis, sendo que o primeiro se dedica ao “Território Malcata-Gata, entre a Pré-História e o Domínio Romano”, o segundo dedicado aos “Tempos de Guerra e de Paz na Fronteira Penamacor Extremadura do Século XII ao Século XX” e um terceiro que visa os “Patrimónios Materiais e Imateriais da Raia Luso-Extremenha”. Já no último dia, decorrem diversas visitas guiadas ao património histórico e arqueológico da região.

O Presidente do Município de Penamacor, António Luís Beites Soares, defendeu que, tendo em conta o grande potencial patrimonial e arqueológico do território a que preside e a grande capacidade de investigação e pesquisa da Universidade de Salamanca é possível um protocolo de colaboração e investigação, intenção que foi partilhada por Enrique Cabero Morán, Vice-reitor de Política Académica e Participação Social da Universidade de Salamanca. “Temos muito património para ser investigado e é uma grande possibilidade uma colaboração institucional”, disse.

Fonte: Colóquio de Arqueologia e História de Penamacor apresentado na Universidade de Salamanca – Descla