Encontradas as primeiras armadilhas para mamutes

Nas armadilhas foram descobertos 800 ossos de pelo menos 14 mamutes.

Antropólogos mexicanos anunciaram a descoberta de duas fossas usadas para apanhar mamutes com cerca de 15 mil anos, noticia a agência Associated Press (AP). Nessas fossas, encontraram ossos de pelo menos 14 mamutes. Estas são as primeiras armadilhas para mamutes a serem descobertas em todo o mundo, segundo o site da BBC.

Com cerca de 1,7 metros de profundidade e cerca de 25 metros de diâmetro, as fossas foram encontradas nas proximidades de Tultepec, uma cidade localizada a norte da Cidade do México. Nessas armadilhas encontraram-se mais de 800 ossos de mamutes pertencentes a pelo menos 14 destes animais. “Alguns animais foram aparentemente mutilados”, refere a AP. Também foram descobertos vestígios de um cavalo e de um camelo.

De acordo com investigadores do Instituto Nacional de Antropologia e História (INAH) do México, as fossas foram descobertas durante escavações num sítio que estava a ser usado como aterro. O alerta para este achado foi dado ao INAH por trabalhadores desse local que encontraram alguns vestígios de mamutes, contou esta quarta-feira o jornal mexicano El Universal.

Os investigadores do INAH consideram que esta descoberta significa que as caçadas a estes mamíferos eram planeadas. “Os primeiros caçadores podem ter conduzido mamíferos do tamanho de elefantes até a armadilhas através do uso de tochas e galhos”, indica-se na BBC, adiantando-se que, até agora, os arqueólogos pensavam que os primeiros humanos apenas matavam mamutes se estes animais estivessem já caídos em armadilhas ou feridos. Contudo, esta descoberta pode indicar que a caça era planeada.

Fonte: Encontradas as primeiras armadilhas para mamutes