Descoberto em Roma o laboratório de Galeno, o mais importante médico da Antiguidade

A estrutura, criada em meados do século II, foi descoberta durante as escavações a um complexo de armazéns públicos, construído onde eram depositadas especiarias vindas dos quatro cantos do império romano.

A rede de metropolitano é pequena para uma cidade da sua dimensão e qualquer obra aberta no solo pode resultar, não numa nova construção, mas numa descoberta. O presente e o passado convivem cá em cima, a céu aberto, enquanto, abaixo, mais história espera para se revelar. Roma, berço de uma das civilizações que mais contribuíram para moldar o mundo em que vivemos. Roma, a cidade onde se anunciou esta quinta-feira a descoberta do laboratório de Cláudio Galeno, ou Galeno de Pérgamo, nascido em 129 d.C. e o mais célebre médico da antiguidade, cujos estudos fizeram lei até próximo do Renascimento.

O laboratório foi descoberto a quatro metros de profundidade, sob a Basílica de Constantino, próximo do célebre Coliseu, durante as escavações a um complexo de armazéns públicos — os Horrea Piperiana —, erigidos pelo imperador Domiciano (51-96 a.C), onde eram armazenadas especiarias vindas de todas as regiões do império. Cabia ao imperador recolher uma primeira porção das que chegavam a Roma e que eram distribuídas pela corte e pelo exército, sendo a mercadoria que sobrava comercializada na cidade, segundo preço definido pelo soberano.

Foi nessas estruturas de armazéns que a equipa da Universidade La Sapienza, liderada pelo professor de arqueologia Domenico Palombi, descobriu o laboratório de Galeno, médico da corte imperial durante a vigência de Marco Aurélio, o 16.º imperador romano. O médico reverenciado pelas descobertas no campo da anatomia, fisiologia, neurologia e farmacologia — mas que também assinou tratados de filosofia, gramática ou retórica —, escolheu a localização do seu laboratório, que construiu em meados do século II, por razões óbvias: as especiarias guardadas nos armazéns eram componente essencial dos medicamentos que preparava e, como tal, muito procurados pelos médicos da época.

O tratado de anatomia Da utilidade das Partes do Corpo é considerada a sua obra mais importante. Nascido em Pérgamo, na Ásia Menor, hoje território turco, Galeno teve vida longa — terá morrido aos 86/87 anos —, deixando um legado que perdurou como lei mais de um milénio após a sua morte.

Fonte: Descoberto em Roma o laboratório de Galeno, o mais importante médico da Antiguidade